Confiabilidade do Canal de Denúncia

Yolita Antonelli - Tive a oportunidade de ter um bate papo em sala de aula com o Dr. João Carlos Figueiredo, que assumiu neste mês de fevereiro a Secretária de Combate a Corrupção da CGU. Essa nova área foi criada para melhor articulação dos trabalhos e padronização de atos normativos em atividades de investigação, a exemplos das operações especiais, e de inteligência desenvolvidas pela CGU. Além disso, a área irá supervisionar, coordenar e orientar a atuação do órgão nas negociações dos acordos de leniência. Neste dia ouvi alguns dados interessantes. No universo de 30 estatais já avaliadas pela Controladoria, foram levantados vários aspectos sobre o andamento do programa de integridade, e as conclusões da CGU que mais preocuparam, de acordo com o Dr. João Carlos, foram: 1) 70% não realizam treinamentos periódicos com seus funcionários; 2) 42% dos funcionários não se sentem seguros para denunciar via canal de denúncia. Focando no segundo ponto, a confiabilidade do canal de denúncia, sempre tive um alerta ligado para esse tema, pois muitas vezes este é gerido por pessoas da própria empresa, fazendo o recebimento e tratamento destas denúncias. É importante existir uma maior preocupação com a política da gestão de denúncia independente. Garantir que a apuração das denúncias, inclusive aquelas que possam envolver membros da alta direção, sejam conduzidas com grau adequado de autonomia. É necessário termos com mais clareza dentro das nossas empresas a estruturação deste tipo de canal ético, pois caso contrário, ele não será efetivo. O canal de denúncias deve ser divulgado de forma clara, para que as pessoas entendam que podem usar com segurança. E claro, a empresa por sua vez, tem que garantir essa maior segurança, seja através de uma política interna, ou por meio de avaliadores externos, ou por meio da tecnologia, a qual tem sido muito importante para o gerenciamento e maior efetividade no tocante ao aprimoramento e evolução das políticas de Compliance, Integridade e Governança Corporativa. E a constatação do Secretário João Carlos só corrobora para essa minha visão, pois ele reafirmou que neste momento a CGU está completamente focada em analisar a estruturação, gestão e aspectos relacionados a proteção dos canais de denúncia, para que seja uma ferramenta que cumpra de fato com seu papel.

https://www.linkedin.com/pulse/confiabilidade-do-canal-de-den%C3%BAncia-yolita-antonelli/

CONTATO

  • ANACO
  • ANACO

SEDE: Brasília - DF

61 3247 0689

Site criado em 2018 pela Navegar Consultoria | Atualizado em 2019 pela ANACO.